Skip to content

Aprenda as Regras do Seguro Desemprego

Vai solicitar o seguro desemprego? Conheça as regras do seguro desemprego e veja se você atende, os requisitos necessários para pedir o benefício.



Regularmente o Governo Federal, atualiza as regras para o pagamento dos benefícios aos brasileiros. E nos últimos anos, as regras para a concessão seguro desemprego, também sofreram grandes alterações.

Se você ficou desempregado, e precisa solicitar o seguro desemprego, é preciso ficar atento às regras atuais, a fim de evitar possíveis transtornos.



No artigo de hoje, preparamos uma relação com informações relevantes que irão de te ajudar a entender de forma simples, as regras do seguro desemprego 2019. Acompanhe:

Novas Regras Para Seguro Desemprego
Novas Regras Para Seguro Desemprego


Continue acompanhando essa leitura, e esclareça suas principais dúvidas sobre a alteração regras seguro desemprego.



Quais São as Novas Regras do Seguro Desemprego 2019?

As regras do seguro, passaram por alterações importantes nos últimos anos.

De acordo com as regras antigas do seguro desemprego, por exemplo, todo trabalhador que fosse mandado embora sem justa causa e trabalhasse registrado por 6 meses, tinha direito ao benefício.

Atualmente é necessário cumprir as regras seguro novas do desemprego. Que determina que todo trabalhador que seja mandado embora sem justa causa, tenha um intervalo para receber novamente o benefício.

Intervalo Para Pedido do Seguro Desemprego

Para solicitar o benefício, o trabalhador precisa seguir as regras carência para o seguro desemprego. Ou seja, cumprir um intervalo entre um pedido do seguro desemprego e outro.

Veja de quanto tempo são os intervalos:

  • 1º Pedido: Necessário ter recebido pelo menos 12 meses de salários, nos últimos 18 meses, antes de ter sido dispensado.
  • 2º Pedido: Necessário ter recebido pelo menos 9 meses de salários, nos últimos 12 meses, antes de ter sido mandado embora do trabalho.
  • 3º Pedido: Necessário ter recebido pelo menos 6 meses de salários, antes de ter sido mandado embora do trabalho.

Novas Regras Para Receber Seguro Desemprego Pela Primeira Vez

Na prática, isso quer dizer que caso você essa seja sua primeira solicitação do benefício.

De acordo com as novas regras , pela primeira vez, você precisa ter recebido seus salários por pelo menos 12 meses consecutivos, nos últimos 18 meses.

Sem cumprir essa regra, mesmo que você atenda os demais requisitos para solicitar o benefício, de acordo com as novas regras para seguro desemprego, você não terá direito ao recebimento das parcelas.

Alterações Para Dar Entrada no Seguro Desemprego Em 2019

Atualmente, para dar entrada no seguro de desemprego, ficou ainda mais fácil. Pois é possível solicitar o benefício, pela internet.

Por meio do Portal Emprega Brasil – do Ministério do Trabalho. Você pode dar entrada no seguro desemprego, de 7 a 120 dias após a dispensa do trabalho.

  • Dentro desse prazo, basta acessar o site (https://servicos.mte.gov.br/#/loginfailed/redirect=).
  • Inserir ou cadastrar sua senha.
  • E seguir o passo a passo, indicado pelo próprio site, adicionando todas as informações de forma adequada.

O sistema analisa todas informações, e se estiver tudo correto, o sistema libera automaticamente a primeira parcela.

Caso ocorra alguma pendência, ou erro cadastral, o próprio sistema indica o dia e hora para comparecer pessoalmente e levar os documentos, a uma agência do SINE (Sistema Nacional de Emprego), ou outro local indicado.

Como Posso Receber o Seguro Desemprego?

Depois de liberado o seguro desemprego, a primeira parcela fica disponível após 30 dias.

E você pode receber através das agências da Caixa Econômica Federal ou da lotérica. Caso você possua conta na Caixa, o valor será liberado automaticamente.

É possível consultar as parcelas liberadas, através do aplicativo ou do site da Caixa. (http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/seguro-desemprego/Paginas/default.aspx)

Agora que você aprendeu,as regras atuais do seguro desemprego, acompanhe também os outros artigo em nosso blog → Seguro Desemprego Web e veja também o vídeo: